O que não pode faltar na vida do seu gato?

cat-4282123_1920

Sabe aquela frase popular “gato se vira”? Pois é, não pode haver mentira maior! Nenhum animalzinho é capaz de “se virar” na selva de pedra que nós criamos e na qual colocamos nossos pets para morar conosco. Quem leva um gatinho para seu lar precisa saber de alguns itens fundamentais para evitar doenças e garantir o bem-estar dos felinos. Vamos lá?

Água em formatos atrativos. Os gatos são muito seletivos com a água que bebem e muitos nem gostam de água parada. O problema é que, se não estimularmos o bichano a tomar água, ele corre muito risco de desenvolver doenças renais. Espalhe potes pela casa (longe da ração para o cheiro dela não contaminar o vaporzinho que fica em cima do pote de água) e ofereça água corrente, seja na torneira ou em fontes. Eles amam.

Caixa de areia limpa. Muitos gatinhos acabam segurando o xixi até a caixa ser limpa novamente e alguns ficam mais irritadiços quando isso acontece. Se você tem mais de um gato, tenha mais espaços onde seu pet possa se aliviar. O número ideal é uma caixa de areia por cada gato + uma caixa extra geral.

Locais para subir e se esconder. Ambientes “gatificados” são aqueles que oferecem a oportunidade para o animal brincar de toca e de espiar o mundo lá de cima. São locais onde o gato se sente seguro e pode se isolar quando quiser descansar.

Brincadeiras. Não é preciso gastar muito dinheiro para fazer seu bichano feliz: cordinhas, bolas de papel e caixas de papelão são grandes atrativos para uma boa brincadeira. Estimule seu gatinho a brincar bastante e entre na bagunça também. É uma forma de estreitar o vínculo entre vocês e mantê-lo saudável e equilibrado.

Segurança. Se você mora em apartamento, tele todas as janelas, incluindo basculantes dos banheiros. Os gatos são preparados para enfrentar alturas de árvores, não de prédios inteiros. Se você mora em casa, evite as famosas “saidinhas”. Na nossa selva, eles terão de enfrentar o risco de atropelamento, brigas com cães ou outros gatos e até mesmo pessoas maldosas que têm preconceito dos felinos.

Companhia. O mito de que gatos são independentes leva muita gente a deixar o animal sozinho em casa por muito mais tempo do que o recomendado. Gatos também desenvolvem sintomas de ansiedade que podem se transformam em lambidas excessivas, problemas de pele, irritação e outras doenças. Da mesma forma que os cães, eles precisam de nossa presença e nosso carinho. E quem tem gato em casa sabe que eles retribuem muito bem esse amor!

*Texto originalmente publicado em nossa coluna pet no site Clube das Comadres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: