Como escolher o cão ideal para sua família

man-4063814_1280Tomar a decisão de levar um pet para casa vai gerar adequações na rotina, custos e mudanças na família por, pelo menos, 15 anos. Por isso, confira o que é preciso levar em consideração antes de buscar uma vida de quatro patas.

Não tome a decisão por impulso. Sabe aquele conselho de não ir ao supermercado com fome? Pois é. Não visite feiras de adoção ou canis quando se sentir triste e evite levar as crianças junto. O olhar carente dos cãezinhos, especialmente filhotes, é quase irresistível e você pode atropelar as coisas por pura emoção.

Se você se interessar por um animal em particular ou seus filhos estiverem pedindo um determinado cachorro, pesquise bastante a raça não só na internet mas também converse com donos de cães do mesmo tipo para entender a realidade de quem possui aquele animal. Visite o canil ou a ONG onde ele está hospedado mais de uma vez e converse bastante com quem estiver cuidando do pet no momento.

Amizades para a vida toda podem até começar com uma troca de olhares, mas é na rotina e nas aventuras juntos que o amor se constrói. Com os cães, não é diferente. Vocês terão muito tempo para curtirem um ao outro. Vá com calma.

WhatsApp Image 2019-10-07 at 12.00.08
Preparamos um “infograficão” muito especial para você conhecer um pouco mais sobre o comportamento do seu cãozinho. Existem sinais que devemos estar atentos para que o nosso melhor amigo seja cada dia mais feliz. 🐕 Basta acessar http://caovivenciacursos.com.br/ e baixar o seu!

O perfil do cão deve ser compatível com o perfil da família. Analise três itens quando for buscar um pet: a idade, o porte e o temperamento dele. E isso vale tanto para um cão de raça ou um vira-lata.

Filhotes vão exigir muito cuidado e atenção nos primeiros anos, enquanto cães um pouco mais velhos serão mais tranquilos. Qual é o tempo que você e sua família terão para ensinar tudo ao novo integrante?

Cães de maior porte precisam de atividade física mais intensa todos os dias do que os cães menores. Se a turma da sua casa for do tipo que adora um parque aos domingos e sai para caminhar diariamente, ótimo! Mas se você preferir um cão de companhia, é melhor optar por um cachorro menor.

No entanto, se ele for pequeno mas bastante agitado, vai precisar de muitas atividades para se manter tranquilo. E há adoráveis gigantes por aí que são um poço de tranquilidade (os vídeos na internet que o digam!). Por isso é importante garantir que vocês se vejam mais de uma vez antes de decidir levá-lo para casa.

Leve em conta a idade dos seus filhos. Essa dica é mais conhecida pela pergunta “quem é que vai cuidar do cão?”. Se os filhos já estiverem na adolescência, provavelmente terão outros interesses em breve e não passarão tanto tempo ao lado do novo amigo quanto as crianças – que também ajudarão a cansar e entreter o animalzinho. Por outro lado, se a família optar por um cão de porte grande, será preciso um adulto ou jovem para que ele possa passear em segurança. Pense sempre numa perspectiva de 15 anos quando for imaginar a rotina ao lado do pet.

*Texto originalmente publicado em nossa coluna pet no site Club das Comadres

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: