Foi você que ensinou seu cachorro a pular

Quando chega, minúsculo e sorridente, o filhote é recebido com abraços. E é muito mais prático deixar que ele pule em nós do que dobrar nossa imensa coluna até perto do chão para recepcioná-lo ou brincar com ele.

Independente do porte ou raça, até os 4 meses de idade, um filhote terá sido reforçado inúmeras vezes, todos os dias, a colocar as patas dianteiras em nossas pernas para ganhar carinho, brinquedos ração e sorrisos.

Se não for ensinado a apresentar um comportamento alternativo, quando estiver no auge de sua energia (antes da liberação do vet para passeios por conta do protocolo de vacinas), o comportamento mais reforçado pelos tutores e familiares e que gera mais recompensa na vida de um cãozinho será… pular.

E aí, será que ele é desobediente, mimado ou teimoso? Ou fomos, nós, humanos, que treinamos nosso pet, sem querer, a exibir um determinado comportamento?

É disso que a gente fala no nosso livro digital Educar Sem Brigar (custa só R$ 22,90). E também explica como evitar erros comuns como esses, que só geram confusão e falta de comunicação da cabeça de um cão!

Se você quiser saber mais sobre o livro ou como adquiri-lo, clique aqui: [LIVRO DIGITAL educar Sem brigar]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: